Exemplo de ações transformadoras. Parabéns Professora !!!

 


Projeto ensina crianças a cuidar do meio ambiente em Venda Nova, ES

20 jul 2012

| 23h57 | Últimas notíciashttp://www.sisalnews.com.br/materia/noticias/ultimas-noticias/8001/?pg=5
Pedagoga elaborou cartilha com jogo para
incentivar alunos. (Foto: Valdinei Guimarães/G1 ES)
Um projeto desenvolvido por uma pedagoga promove a consciência ambiental em crianças de 6 a 14 anos em Venda Nova do Imigrante, região Sudoeste Serrana no Espírito Santo. Os pequenos são estimulados a recolher materiais recicláveis e levá-los para a escola. A ideia deu tão certo que até pais e familiares se envolveram.
Toda sexta-feira, os alunos levam para a escola o material que recolheram durante a semana. É assim há quatro anos, quando o projeto teve início. "Nós começamos recolhendo plástico, vidro e alumínio. Agora também coletamos óleo de cozinha usado", conta Eliete Jubini Machado, criadora do projeto e diretora da escola. Depois de recolhido, o lixo é vendido para uma empresa de reciclagem.
Para motivar os alunos a se empenhar, ela elaborou um sistema de níveis e recompensas. Cada criança recebe uma cartilha com seis fases, como em um jogo. Para completar cada fase, o aluno precisa coletar um número específico de itens recicláveis. Ao atingir este número, ele recebe cupons para participar do sorteio de uma bicicleta, uma câmera digital e um notebook no fim do ano letivo. "Eu percebi que criança gosta dessa coisa de passar de fase e vencer desafios", conta Eliete.
Família ajuda os pequenos a coletar o material reciclável. (Foto: Valdinei Guimarães/G1 ES) A ideia deu bons resultados. Os estudantes envolveram a família, parentes e vizinhos na tarefa de arrecadar material reciclável. É o que acontece na família de Leiliane Alves, de 9 anos. Ela tem quatro irmãos e todos participam do projeto. No fim da semana, os pais ajudam a levar o material para a escola. Para dar chances iguais de concorrer aos prêmios, os pais separam o material em cinco partes idênticas, para que todos tenham o mesmo número de cupons para concorrer.
O volume de itens recolhidos é tão grande que a escola não consegue computar os pontos de cada aluno. Essa tarefa foi transferida para os pais, que contabilizam os pontos e informam aos coordenadores do projeto. Não há trapaça. "Nós nos reunimos com os pais e falamos da importância da honestidade ao informar a quantidade correta como bom exemplo de caráter para os filhos", conta Eliete.
Em 2011, a escola arrecadou mais de R$ 3.500. O dinheiro da venda é usado no próprio colégio para adquirir livros, jogos educativos e os brindes sorteados. Para Eliete, o maior mérito não é financeiro. "As crianças mudaram de atitude e aprenderam a reciclar e cuidar do meio ambiente", conta ela.
Alunos somam pontos e concorrem a prêmios no projeto. (Foto: Valdinei Guimarães/G1 ES) saiba mais
Fonte: G1.
0