5.31.2009

aBIOsorvente >> Absorvente íntimo << alternativa ecológica

ALUNA Andrea Grom enviou a pesquisa
ABSORVENTE REUTILIZAVEL

O aBIOsorvente é um absorvente íntimo reutilizável, 100% algodão (anti-alérgico) e surge como uma alternativa ecológica aos absorventes descartáveis que, além de possuírem substâncias tóxicas, são bastante poluentes.
Para se ter uma idéia, cada mulher usa em torno de 10 mil absorventes descartáveis durante sua vida fértil. Apenas nos Estados Unidos são jogados fora 12 bilhões de absorventes e 7 bilhões de tampões por ano. Esse lixo não é reciclável e demora mais de 100 anos para se decompor. Para onde vai isso tudo?

COMO ESTÁ A EDUCAÇÃO EM NOSSO PAÍS ?????


Sábado, Maio 30

MEC: Um em cada cinco professores não pode dar aulas, diz Censo Escolar 2007.

Demétrio Weber
(O governo está tentando mudar este quadro mas, existem políticos que ainda resistem a estas mudanças) Comentado por Claudine.



.Parabéns aos pesquisadores que elaboraram esta estatística
As alternativas para as mudanças estão acontecendo lentamente e com muita resistência.
Os concursos que estão vinculados a educação estão se realizando porém, existe resistência para a chamada dos concursados que são educadores com formação acadêmica., existe governante que acredita não ser necessário na escola pública uma equipe de Técnico de Educação para coordenar e articular através de um olhar multidisciplinar uma educação qualitativa junto aos educadores, o país perde em qualidade educacional com esta resistencia .E a cidadania dos concursados( a meritocracia)que para acontecer é necessário até mandado de segurança, isso é uma reflexão em todo o processo.
Ai está um exemplo das resistências para as mudanças na educação , e o governo confia naqueles que são responsável por articular esta situação, porem nem todos cumprem com a proposta educacinal brasileira.
A qualificação de educadores atraves da academia não garante qualidade total, porque existe faculdades que não oferecem qualidades em seus cursos e também alunos que não são comprometidos com saberes acadêmicos.
Alguns acreditam que teorias não servem para nada, quando na verdade não é assim, estas vão influenciar em sua prática de sala de aula, é para isso que servem as teorias principalmentes as correntes pedagógicas, por isso a exigências de educadores com novos olhares.
Com o resultados estatísticos perguntamos Como trabalhar uma EDUCAÇÃO AMBIENTAL FORMAL , se nossas escolas apresenta-se neste patamar de nivel de educação por parte dos professores?????? Se a proposta de uma educação normal não esta sendo passada com respaldo profissional. É hora de fazer uma reflexão para não banalizar e EA.


BRASÍLIA - Um em cada cinco professores de educação básica (20,3%) não poderia dar aulas, se a legislação fosse levada ao pé da letra no país. Ao todo, pelo menos 382 mil professores do total de 1,8 milhão de profissionais em atividade precisam de um diploma imediatamente, revela estudo que será lançado nesta quinta-feira pelo Ministério da Educação (MEC), com dados de 2007. Nesse contingente há 119 mil professores leigos, que cursaram no máximo até o ensino médio; 127 mil docentes com diploma de nível superior mas sem curso de licenciatura, exigido para o magistério; e 136 mil professores que têm apenas o curso de normal ou de magistério e não poderiam dar aulas para alunos da 5 à 8 série do ensino fundamental ou para o ensino médio, como fazem.

No ensino fundamental, Rio está entre os piores do país .
É preciso ter pelo menos o curso de magistério para lecionar em creches, pré-escolas ou turmas da 1 à 4 série do ensino fundamental (1 ao 5 ano). Os chamados leigos, que representam 6,3% dos professores do país, portanto, não atendem à exigência mínima de formação do ponto de vista legal. Entre os 119 mil nesta situação, mais grave é o caso de um grupo de 15.982 profissionais que só cursaram o ensino fundamental. Desses, 3,8 mil atuam nas séries finais do fundamental (de 5 a 8 série) e 441 professores dão aulas no ensino médio - nível de ensino que eles próprios não têm.

Os 103 mil professores leigos com diploma de nível médio estão espalhados por 52.003 escolas, onde estudam 6,6 milhões de alunos. Outros 136 mil professores estão em situação irregular: concluíram apenas o magistério, mas lecionam nas séries finais do ensino fundamental (5 a 8) ou até no médio. Para dar aulas da 5 série em diante, a lei exige a graduação em curso de licenciatura. O MEC quer exigir que todos tenham diploma universitário. Projeto de lei nesse sentido será enviado esta quinta-feira ao Congresso.

Do total de 1,8 milhão de profissionais, 594.273 (31,5%) não têm curso superior e outros 127 mil (6%) são formados em outras áreas. Mesmo considerando apenas docentes com nível superior, é grande a proporção de profissionais que lecionam no ensino médio sem formação específica para a respectiva disciplina.

5.30.2009

Os impactos na barragem continua >>a contaminação pelos animais mortos, calcula-se aproximadamente 2 mil animais<<


COCAL - A contaminação do leito do Rio Pirangi, em um raio de 50 quilômetros de extensão, ameaça os povoados atingidos pelo rompimento da barragem Algodões I, em Cocal (a 268 km de Teresina), no Piauí.
Muitos animais morreram (vacas, ovelhas, galinhas e porcos) estes podem contaminar a água que a população consome, além de causar doenças aos pescadores e trabalhadores rurais.
Nos 18 povoados que foram arrastados pela correnteza, na última quarta-feira, praticamente 100% da agricultura foi desvastada. O prejuízo na colheita é mais do milho, feijão, arroz e mandioca, que a maioria das famílias da região plantava em sua prática de agricultura familiar.

A ruptura da barragem de Algodões- Piaui

Represa do Piaui rompe ,,,, familias pobres são os que mais sofrem .... Este é o preço do progresso sem estudos dos IMPACTOS AMBIENTAIS.

Os impactos ambientais quando chegam os primeiros a serem atingidos são as pessoas humildes. Foram 50 bilhões de aguas jogadas no povoado. Para que serve tanta tecnologia????

Ja contam 8 mortos. Este numero poderia ter sido evitado se trabalhos preventivos fosse realizados no local. A indignação para os que entendem é grande.

Pai e filha enrodilhados na cerca, vestidos de espinhos, submergiram muitas vezes enquanto eram arrastados por centenas de metros. Até que bateram em um cajueiro.

A força da correnteza enfiava mais e mais os espinhos nos dois. Na tentativa de se livrar e à menina das farpas, o pai soltou uma das mãos com que a agarrava. A outra não deu conta. Ali, Raissa da Silva Santos sumiu na correnteza.

Ontem, quase dois dias depois, Francisco foi resgatado com a mulher (perna quebrada) e o que sobrou da família. Das oito pessoas que moravam na casa pobre dos agricultores, perdeu a mãe, Francisca. O cunhado Francisco seria enterrado ontem. Uma outra menina, Tais, está entre os desaparecidos na tragédia. Tainara, que também morava com a família, foi enterrada ontem.

Varias familias perderam tudo. É agora o psicológico de cada um quem devolvera?????




5.16.2009

A COMIDA QUE NOS MATA A CADA DIA >>>meio ambiente e saúde<<<

[Ecodebate] Nos últimos anos cresce o debate da agricultura orgânica versus a agricultura “tradicional".

Comer frutas, legumes e verduras. O mantra da alimentação natural, protegido pela fama de saudável, pode esconder inimigos mais perigosos que calorias em excesso. A dupla alface com tomate, por exemplo, é inofensiva ao regime mas está entre os alimentos com o maior risco de exposição a agrotóxicos - o mesmo vale para o morango, outro queridinho das dietas.


A agricultura “tradicional” se orgulha de produzir alimentos mais do que suficiente para alimentar o planeta.

A agricultura orgânica se orgulha de ser ambientalmente mais saudável.

Os dois lados podem até estar certos.

Nossa preocupação é qual é o real CUSTO SOCIAL, AMBIENTAL e de SAÚDE desta grande produção ‘aditivada’ com agroquímicos. Quem arca com as consequências e quem realmente paga por isto?

A midia mostrou um produtor de morangos, do interior de SP, declarou (devidamente protegido pelo anonimato) que não consumia o morango que produzia por causa dos agrotóxicos. isto significa que a cada dia levamos para nosso organismo venenos que vão npos matando a cada dia.

A Fiocruz, em Pernambuco, identificou a presença parasitos em 96,6%das amostras de alface coletadas em supermercados e feiras livres da cidade. E isto nas alfaces cultivadas pelo método tradicional, o orgânico e hidropônico.

No Japão, em setembro/2009, o arroz importado da China contaminado com pesticida e fungo levou ministro da agricultura a renunciar. Neste lamentável caso de ganância irresponsável (mais uma dentre tantas), o arroz foi importando para uso industrial, na produção de colas, mas funcionários da Mikasa Foods desviaram o lote para produção de comida, que contaminada por pesticida e fungo, foi servida em escolas, restaurantes, hospitais, lojas e lanchonetes.

O imenso volume de herbicidas aplicados no Brasil contaminam os solos, os mananciais e até mesmo o aqüífero Guarani. A contaminação dos mananciais e aqüíferos também chegará até nós pela água que bebemos e pelos produtos agrícolas irrigados com a água contaminada.

Até nos EUA existe a contaminação da água de poços domésticos, o que não deve ser muito diferente por aqui, principalmente nas zonas rurais, intensamente expostas pela aplicação dos agrotóxicos

Até mesmo os produtos orgânicos podem ser contaminados indiretamente, como é o caso dos antibióticos usados em animais e que são absorvidos pelas hortaliças cultivadas em solo adubado com resíduos animais. A agricultura orgânica é intensa utilizadora da adubação orgânica.

2 comentários:

Thiago disse...

Olá! Gostei muito do blog e essas acoes promovem um mundo melhor! parabens pela iniciativa! estou seguindo o blog agora! Aproveite e visite o meu tambem! www.malmg.blogspot.com

Abracos!

PROFª. ROSÂNGELA disse...

Olá amiga, muito boa a sua matéria. Nós muitas vezes achamos que estamos nos alimentando bem, mas não temos a menor noção de como os alimentos estão contaminados com parasitas, toxinas. Não é de admirar a quantidade de doenças que surgem nas pessoas e não se acha uma explicação para elas. Um abração.

Agradeço o apoio de vcs ... isso é um estímulo para continuarmos com nossas ações que estão preocupadas com a reflexão AMBIENTAL
bjus claudia

5.02.2009

NESTA BRIGA DE ACHAR CULPADO QUEM SOFRE É A POPULAÇÃO RIBEIRINHA E O MEIO AMBIENTE >>Impacto socioambiental<<


Onde está a Responsabilidade Social ????

Multa de R$ 5 milhões pelo crime ambiental em Barcarena –Pa, ocasionado pela Alunorte(Vale do Rio Doce) resultou neste Impacto Ambiental como podemos visualizar acima.A lama vermelha esta contaminada por soda cáustica e arsênio,são elementos tóxicos com alto grau de alcalinidade.
Este material representam risco para as populações ribeirinhas como de fato comprometem todos os meios, físico, biótico e antrópico/socioeconômico, na medida em que afetam formas de sustentação e sobrevivência de comunidades. O Instituto Evandro Chagas também ajuda nos trabalhos. Após o diagnóstico dos danos, o Ibama poderá lavrar novos autos de infração contra a Alunorte. Os autos de infração aplicados ainda não foram julgados e a empresa tem 20 dias a partir do seu recebimento para apresentar defesa ao Ibama.

1 comentários:

Thiago disse...

Tive uma experiência em que a Votorantim Metais na cidade de Três Marias durante anos despejava seu lixo tóxico contendo chumbo, mercurio, cádmio e inclusive o arsenio citado na matéria e após alguns anos o subsolo do córrego, a comunidade ribeirinha estava contaminada, alguns pescadores tiveram problemas de saúde e próximo a ribanceira havia pequenas bolas de mercúrio que brotavam do chão devido a poluicao! TEM QUE SER FEITO ALGO JÁ!

Thiago disse...

Tive uma experiência em que a Votorantim Metais na cidade de Três Marias durante anos despejava seu lixo tóxico contendo chumbo, mercurio, cádmio e inclusive o arsenio citado na matéria e após alguns anos o subsolo do córrego, a comunidade ribeirinha estava contaminada, alguns pescadores tiveram problemas de saúde e próximo a ribanceira havia pequenas bolas de mercúrio que brotavam do chão devido a poluicao! TEM QUE SER FEITO ALGO JÁ!

Excelente Thiago a CORELAÇÃO...... estas questões são necessárias serem analisadas.... para que a sociedade entenda quem é que mais sofre nestes impactos ambientais....

Vivemos esperando, dias melhores